Todo mundo aqui, já deve ter passado por algum tipo de relacionamento que logo no início já sentiu que seria nocivo. Mesmo assim resolveu encarar e viver intensamente.

Muitas vezes, detectamos os sinais desde o inicio, mas fingimos para nós mesmos que eles passaram despercebidos. Quem nunca sentiu aquela paixão louca, que prejudica a pessoa em quase tudo, mas traz alegria e faz o peito transbordar de felicidade.  Que tipo de felicidade é esta? E você, já passou por isso? Será que existe alguma formula para evitar? Não, ainda não inventaram, então terá que tirar uma força de dentro de você que te deixará exausto, por muito tempo.

Até as pessoas que não tem propensão a sofrer por amor, um dia passam por isto, ninguém escapa. Tudo acontece muito rápido e você não tem tempo de se defender. Porque a paixão toma conta de você, num piscar de olhos. Inclusive as pessoas mais experientes, se deixam levar mais de uma vez, pelo mesmo tipo de sentimento, que sempre parece único, sendo capaz de anular nossas paixões anteriores.

Quando você já conhece o caminho, porque já passou por isso e viveu uma paixão até seus limites que acabou de forma trágica. Nesse caso parece que a responsabilidade é maior, a gente se sente obrigado a evitar, que a tragédia se repita, então começamos a encontrar desculpas para nós mesmos, como: “Não, desta vez, não vou me apaixonar, vou levando para ver no que vai dar. Agora já sei até onde posso ir.”

Ledo engano, você já está tão envolvido que não quer parar, a próxima sensação é: Agora acho que me apaixonei, mas ainda tenho controle da situação. Ilusão! Um ser apaixonado não tem controle nem de si mesmo, quanto mais de alguma situação. Mas você precisa parar, já conhece o caminho das trevas. Precisa ser mais forte que o sentimento que toma conta do seu peito. Assim como a outra pessoa que  está ali do seu lado te oferecendo os sentimentos que parecem os mais sinceros e bonitos. Nesse caso você também já sabe que esses sentimentos podem se transformar nos piores e mais mesquinhos quando as dificuldades aumentarem. Se tivesse como enxergar dois caminhos você até poderia se dar ao luxo de arriscar. Mas já sabe que nessa situação só existe um caminho onde só tem dificuldades e escuridão. Não há mais esperança no seu coração.

Então você toma a atitude, a qual, já tem ciência que é a única correta. Não pode trilhar o caminho das trevas novamente. E quando toma a decisão, titubeia, sofre, sente um vazio imenso. Sente vontade de gritar, de chorar, de dormir, perde o sono, não consegue comer, mas tem que ser forte. Se a outra pessoa não quer te deixar partir, fica com raiva por não te deixar ir em paz. Agora, se por outro lado, ela aceita, você também sente raiva por te deixar ir embora de sua vida.

Você perde o chão, tem vontade de voltar atrás e dizer: Esquece, não quero mais nosso afastamento, quero ser feliz!! Mas não adianta você sabe que o futuro desta relação não permite felicidade, é um tipo de relacionamento que não pode dar certo.

Nesse momento pensa: “ Eu sou uma pessoa forte, sempre fui. Porque está tão difícil? Tenho que conseguir” Enquanto tudo que você quer, é ouvir a voz da pessoa, sentir o cheiro, tocar na sua pele e não se desgrudar nunca mais. O pior é quando você tem que conseguir sozinho, porque sabe que a outra pessoa está ali com a mão estendida te esperando desistir dessa maluquice de fugir de um sentimento tão gostoso.

A sensação não poderia ser pior, é como se estivesse fugindo de uma chuva de pedras que correm atrás de você e encontra um buraco para se proteger. Nesse buraco está a sua felicidade, alegria de viver, fonte de inspiração e energia vital. Só que você não pode ficar ali para sempre, vai precisar de água, alimento, roupas e agasalho. Sentirá sede, frio e fome. Então você fica oscilando entre, a chuva de pedras e seu buraco da felicidade, até que a tempestade de pedras acabe e tudo volte como era antes. Só restarão as feridas causadas pelas pedras.

Luana Gaúcha

One Response to Como evitar relacionamentos nocivos? ( Cortando o mal pela raiz)

  • Só tenho uma coisa para te dizer, aliás duas: 1. Estou curioso para te conhecer ( como sabe tudo isto ? já viveu tudo isto?), 2.Além de linda vc é muito inteligente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *