desilusão amorosa

Desilusão amorosa – Parte 2 : Aceitando

Mesmo quem acha que está preparado para tudo na vida, está sujeito á levar aquele grande golpe da desilusão. Sim, é um grande golpe, que derruba até os mais fortes.

Então vamos lá, você fez tudo certo, mas de nada adiantou. Sabem por quê? As fases passam, as pessoas mudam e a vida segue, portanto aquela pessoa que te amava tanto, de uma hora para outra simplesmente pode olhar para você e agir como você nunca tivesse significado nada para ela. Parece surreal, mas grande parte dos relacionamentos acaba assim. Isso é fato!

E agora? Bem, não adianta achar que o mundo acabou, e a vida não tem mais graça sem aquela pessoa.  Esse tipo de comportamento só vai servir para te levar para o buraco!

Não se vitimize ! Esse é o primeiro passo, para não cair na fossa, em nenhuma situação devemos nos vitimizar. Você não é a única pessoa no mundo que está sofrendo uma decepção amorosa. Bem pior que isso seria um problema de saúde. Concorda ?

Entenda e aceite! Você precisa entender o que realmente aconteceu sem ouvir opiniões de pessoas que estão tentando te consolar. Assim só irá camuflar a dor. É bem melhor aceitar  e encarar o fato de uma vez, superando aos poucos mas para sempre.

Perdoe ! Sim você deve perdoar a pessoa que te decepcionou, mas isso não significa aceitar ela de volta. O perdão serve para nos livrarmos de sentimentos de ódio e vingança que só fazem mal para a alma. Agora se você resolver achar que perdoar é aceitar o que a pessoa fez, vai viver com essa dor te atormentando com direito a algumas  recaídas.

Acredite no seu próprio crescimento! Nada como uma decepção para nos fazer evoluir descobrir uma força interior que muitas vezes nem conhecemos.  Olhe para dentro de si mesmo, busque quem você é, na sua essência sem  influencia da pessoa que estava ao seu lado.

Queira  ser feliz! Você tem o direito de ser feliz, sempre em todas as situações, basta querer e tomar a decisão. Quando alguém demonstrar pena de você, não aceite. Diga que vai ser feliz mesmo com o que está passando. Felicidade é uma opção de vida ! E você vai escolher ser feliz!

Por Luana Gaúcha

 

Quem nunca teve uma desilusão amorosa? Quem nunca sofreu por amor?

Seja amor, seja apenas paixão, o importante é que quando acaba, temos que nos recuperar de alguma forma. Pois vejam bem, nada, absolutamente nada dura para sempre.

As amizades não acabam? Sim, elas acabam. Dificilmente uma amizade dura uma vida inteira, pode até não acabar oficialmente, mas por seguir caminhos diferentes, as pessoas acabam se afastando.Geralmente não sofremos tanto ao acabar uma amizade, agora um relacionamento sim, isso dói! E muito!

Desde o inicio, temos que estar preparados para o dia em que terminar, embora isso só seja possível na teoria. Agora, tem um detalhe que eu vou te dizer que dificilmente as pessoas percebem, e que faz toda a diferença.

Se você conseguir perceber o que eu vou te explicar, conseguirá atenuar seu sofrimento. E depois, vou te dar o passo a passo de como não cair na fossa ou até em depressão.

Vamos ao grande detalhe que precede um termino de relacionamento. Eu te pergunto. Como estava seu relacionamento quando acabou? Se você me disser que estava bom eu não vou acreditar, pois não tem como um relacionamento estar indo bem e acabar repentinamente sem motivo aparente. Até nos casos de uma traição, se a pessoa traída for avaliar vai perceber que tinha algo de errado. E talvez ela mesma já não estivesse feliz nesse relacionamento.

Então comece do principio de que quando está vivendo um relacionamento, por mais que seja prazeroso, enxergue também aquilo que não te agrada e esqueça o clichê de quem ninguém é perfeito e pelo menos isso ou pelo menos aquilo. Eu até concordo que ninguém é perfeito mas não é por isso que temos que usar essa frase para aceitar coisas que não nos fazem bem.Pois para viver um relacionamento temos que nos sentir, no mínimo mais feliz do que quando estamos sozinhos.

Se você conseguir tirar proveito dessa dica, já é um grande passo para evitar uma grande desilusão.  Muitas vezes quando nos decepcionamos com alguém, a culpa pode ser mais nossa do que da outra pessoa, é difícil enxergar isso. Pois, como uma pessoa que está sofrendo por uma desilusão, vai levantar a cabeça, pensar racionalmente e dizer: “ A culpa foi minha!”

Mesmo sendo difícil, o faça, como se fosse um exercício, pois assim você vai condicionando a sua mente, lembre-se que sua capacidade é muito maior do que você imagina. No momento em que você aceitar que a culpa foi sua, os motivos surgirão claramente na sua mente. Assim você vai entender que criou uma fantasia em torno da relação que estava vivendo e da pessoa que estava ao seu lado. Sei que quando se ouve isso vem logo aquele pensamento… “Todo mundo diz isso”. O problema é que essa frase só é dita quando estamos num relacionamento recente. Mas na realidade isso acontece muito em relacionamentos com anos de convivência. É nessa situação em que as pessoas fecham os  olhos de uma forma que nada faz a pessoa abrir os olhos, nem a verdade na sua frente. Nesse caso o tombo é bem maior. Pode fazer a pessoa levar anos para se recuperar.

Então, a partir de hoje, avalie seu relacionamento, mesmo que ele pareça perfeito e dure anos. Pergunte a si mesmo (a), o que você quer e o que não te satisfaz. Lembre-se, sua felicidade depende somente de você e não pertence a mais ninguém. Portanto não entregue sua felicidade para uma pessoa que nem te faz feliz de verdade.

Por Luana Gaúcha